Arquivo da categoria: tutorial

making of de desenho

making of

Deixe um comentário

30/01/2013 · 4:34

aprenda a diferenciar TIMING E SPACING

O mais importante de tudo para quem está começando  a animar  é a diferenciação entre timing e spacing. São conceitos aparentemente parecidos que confundem muita gente.

Eu levei bastante tempo pra sacar.

Timing: quanto TEMPO leva para uma ação acontecer – isso voce define com o espaçamento em unidades entre os  KEYFRAMES. O braço do personagem vai subir em UM SEGUNDO? São 24 frames.  ISSO É TIMING

Spacing: com que ACELERAÇÃO as coisas se movem em um determinado tempo – isso voce define com a posição das coisas no BREAKDOWN, que é o quadro chave que vai entre os keyframes. O braço do personagem vai subir em um segundo, mas vai estar em 1/4 DA ALTURA na METADE do movimento? isso significa que no final ele vai ter que acelerar para completar a ação em um segundo. ISSO É SPACING.

 

“Então quer dizer que os elementos do desenho do breakdown se posicionam sempre no meio?”

Sim, no meio da sua cara… 

 

VEJA O EXEMPLO

 

 

Perceba como no primeiro soco a mao do coelho demora pra começar a se deslocar e chega rapido ao seu destino,  parecendo bem mais pesada. É um SOCÃO violento. No segundo soco a mao se desloca mais linearmente, não demonstrando tanta energia. Os dois socos têm o mesmo timing, mas diferentes spacings (zes? foda-se).

 

 

ps: AGORA veja este MONSTRO do Richard Williams sabendo o TIMING de cada ação só de olhar e contar o tempo. Ele sabe exatamente o numero de frames necessarios pra cada gesto/ação.

Deixe um comentário

Arquivado em animação, tutorial

Trabalho de concept para games

comecei com um esboço porco no meu sketchbook

Tava meio claro, dae passei pro photoshas pra dar um contrastin

Ja sabendo mais ou menos o que queria,  joguei tudo fora e ja passei pro

esboço de verdade no photoshop

Corzinha pra ir definindo o mood da cena, e ja começo a trabalhar os contrastes e volumes

Dae ja do-lhe um tapa nos volumes de tudo, sempre trabalhando em layers separados

Agora começo a lidar com as cores quentes, perto do fogo

Com as cores definidas, volto no layer de contraste pra fazer os ajustes finais e rebatimentos de luz

E finalizo com td jundo acicionando mais luzes e detalhes de brilho fumaça, bloom e o escambau

Daí eles quiseram mais detalhamento e cores mais sóbrias , então fiz tudo de novo

2 Comentários

Arquivado em concept/esboço, ilustração, tutorial

Veja uma técnica fácil e rápida para obter bons resultados em pintura de personagens no photoshop:

PASSO 1

Faça um desenho

PASSO 2

em um layer separado faça as sombras em tons de cinza e use a opçao de blend no formato multiply. Ja aproveite para esboçar as texturas dos materiais.

PASSO 3

Em outro layer faça as luzes, e coloque um blend de layer baseado em adiçao de claros como lighten. No caso aqui eu escolhi overlay. Aqui o layer esta sobre um fundo preto para fins didaticos, na real vc vai pintar olhando o layer de sombra.

PASSO 4

Em um layer abaixo de todos, pinte as cores que voce quer para o personagem. Pode ser bem porco mesmo (a nao ser que voce queira mostrar para sua mãe).

E pronto!!!!


A vantagem deste método é que a qualquer momento você poderá editar as sombras volumes e texturas e ainda alterar as cores do personagem, além de ser realmente rápido, levei 15 minutos pra pintar este dragaozinho.

2 Comentários

Arquivado em ilustração, tutorial

Mesa de luz – Making of

Orgulhosamente apresento a mesa de luz que eu construí no meu recesso. Trata-se de um produto com design muito bem resolvido, barato, leve e construído com pedaços de sucata. Permite que eu anime e fotografe os desenhos  simultaneamente.

Cumprindo todas as funções que eu sempre desejei numa mesa de luz, tenho aqui a régua acme e o disco junto com o suporte de webcam para capturar os desenhos. Le ferramente definitive para a arte da animação.

Gastei apenas 200 reais. 110 no acrilico, 75 com a luminaria do topo e o resto com pregos, cola e parafusos.

2 compensados de 5 mm sustentam um disco de acrilico de 8 mm. Tive que pedir ajuda pro meu pai pra cortar redondo os compensados, pois não sei usar a serra sirico-tico.

Os pinos laterais da “régua” foram modelados em durepoxi, o pino central é um pedaço do cabo de uma colher de madeira da minha mãe. A colher dela agora “sumiu” mas graças a deus ela  não entra na internet.  Furos no acrílico empapados de super bonder seguram os pinos.

A armação de metal que sustenta a mesa nada mais é que a grade do forno de um fogão velho com as hastes do meio arrancadas.

Pedaços de tranca estilo tramela serviram para fixar o suporte de metal na madeira.

Uma webcam normal presa num suporte de luminária faz a captura dos desenhos.

Barbantes seguram as duas partes, deixando a estrutura em pé. Optei por essa solução para deixar a mesa leve. Funcionou muito bem.

É muito legal construir as coisas em vez de sair correndo comprar. Dá prazer ver algo projetado e depois pronto. Me diverti fazendo isso e economizei 170 reais.

5 Comentários

Arquivado em animação, cotidiano pessoal, tutorial

Rei da gambiarra


E agora, preciso de uma escrivana e tá no final do mês e eu tô sem dinheiro.

 

Pra piorar tem esse móvel inútil ae , alto demais pra ser uma mesa.

 

hmmmmmm

 

Transform selection, flip vertical

 

Ahhhhh muléke… sô filho do Magáiver rapá.

6 Comentários

Arquivado em cotidiano pessoal, tutorial